Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dramas de Primeiro Mundo

Dramas de Primeiro Mundo

28.Jul.15

Desafio 52 Semanas - Semana #15

Diana M.

balão5.jpg

Plágio - A mim, que eu tenha dado conta, nunca me aconteceu. Mas conheço pessoas a quem já citaram partes de texto ou texto integral sem o devido crédito, como se elas tivessem escrito o texto originalmente. É das piores coisas que existem: escreveres um texto original, fazeres pesquisa, tentares dar a tua opinião, e depois vem outra pessoa qualquer que rouba descaradamente o que escreveste e não te dá crédito nenhum. É das coisas que mais me faz confusão...

 

Spam - Ir ao mail, ter cinquenta mails para ler e quarenta são spam. Detesto. Desapareçam-me da vista!

 

Bullying - Ou Cyberbulling. Quem vem para a net falar mal de A, B, ou C, fazer intrigas, difamar, infiltrar-se psicologicamente na mente de (principalmente) miúdos, é alguém que demonstra claramente que não tem mais nada que fazer, e que tem uma vida vazia. Desprezo gente que o faz pelo prazer de destruir a auto-estima de alguém. Também acho que as crianças deviam ser mais monitorizadas no seu acesso à internet e ao tempo que lá passam. É um problema das novas gerações e tem que se começar a dar a devida atenção.

 

Vírus - Há uns tempos tive um problema sério com um vírus no PC, estava a ver que tinha que formatar tudo e perder imensa coisa e foram momentos de pânico, porque comecei a pensar "oh não! as coisas da tese!!!" Depois lá arranjei maneira de resolver o problema e tudo acabou bem, tudo se salvou. Mas é preciso ter imenso cuidado e ver que mails abrimos, em que sites é que clicamos, a que páginas falsas acedemos, porque todo o cuidado é pouco...

 

Pensar que a Internet é a vida real - Não é, meus queridos. Não é. É muito interessante, aprende-se imensa coisa, fazem-se amizades para a vida, partilham-se interesses e conhecem-se novas pessoas. A internet tem imensa coisa boa. Mas é preciso cuidado e não vivermos para ela, porque a vida acontece quando desligamos o computador. Essa é a nossa realidade e é com ela com que temos de lidar. E há pessoas que não percebem isso e que vivem completamente na e para a internet. Ide lá fora apanhar ar, falar com pessoas, ir a sítios, e levar com o sol na cara. Isso é que faz bem!

1 comentário

Comentar post