Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dramas de Primeiro Mundo

Dramas de Primeiro Mundo

16.Out.17

Incêndios

Diana M.
Ontem fiquei acordada até pouco mais das 2h da manhã, colada à televisão e ao twitter a ver as notícias sobre os incêndios. Tondela. Penacova. Santa Comba Dão. Braga. Lousã. Oliveira de Frades. Sertã. Mafra. Nelas. Gouveia. Mangualde. Monção. Segundo as notícias são mais de 400 incêndios e, por isso, é impossível ter uma dimensão realista do estado das coisas, dentro da minha cabeça. Não dá. Ouve-se expressões como “autêntico inferno”, “cenário dantesco”, (...)
13.Ago.17

Como?

Diana M.
Como é que se trabalha, faz um doutoramento, vê-se séries e filmes, lê-se fora do âmbito da tese e ainda se tem tempo para actividades com a família e amigos... ainda estou para descobrir.   Nos últimos tempos só tem havido tempo para o trabalho, algum para o doutoramento, os amigos vêem-se porque estão no meu local de trabalho e o livro que comecei a ler nas férias, no mês passado, ainda não lhe consegui tocar outra vez.   Tenho séries para começar a ver, outras para (...)
19.Mai.17

Chris Cornell, ou como senti que perdi um amigo

Diana M.
A morte de Chris Cornell afectou-me. Mais do que eu esperava, embora não a esperasse tão depressa. Chris Cornell era vocalista de uma banda que marcou a minha adolescência, os Soundgarden e de outra, anos mais tarde, com os membros que restavam dos Rage Against the Machine, com os quais formou os Audioslave. Teve, ainda, vários álbuns a solo e um enquanto membro dos Temple of the Dog, com membros dos Pearl Jam. O talento de Cornell era inegável. A sua voz era única e as suas (...)
24.Mar.17

Voltas e Reviravoltas

Diana M.
   (Woman and the Sea, de Will Barnet)   Ia escrever um post. Já ia quase a meio, mas acabei por apagá-lo. Ia escrever sobre a volta que a minha vida vai dar porque, finalmente, consegui uma oportunidade de estar a trabalhar no centro de investigação a que pertenço. Vou ganhar dinheiro, vou fazer coisas e, mais importante, vou ser financeiramente independente. Ia falar da precariedade no ambiente académico, ia falar daquilo que vejo todos os dias, mas achei que não era disso que (...)
15.Jan.16

Academia

Diana M.
Tenho um trabalho final de seminário para entregar. Quando estou farta e preciso de um intervalo vou pensar num tema para uma conferência. Quando não consigo pensar nisso, faço outro intervalo onde penso sobre os temas possíveis para um curso intensivo de verão. Tudo com prazos para ontem. E quando não sei o que pensar, vou tentar corrigir testes. Quando não posso olhar para os testes, vou encomendar livros para a tese. Porque no meio disto tudo ainda tenho uma tese para fazer.É isto.
12.Jan.16

Do Trabalho

Diana M.
Se sais todos os dias para trabalhar, passas mais tempo fora de casa do que dentro dela, ainda que o teu trabalho envolva estares 8 horas em frente a um computador - és uma pessoa que trabalha, tens valor.   Se for a mesma coisa mas por acaso o teu trabalho dá para ser feito em casa - és só uma pessoa que está em casa o dia todo em frente ao computador. Não tens, propriamente, trabalho. "Grandes vidas"   Adoro.
23.Dez.15

Crise

Diana M.
Estão a ver aquela "nhanha" toda na cara do boneco? Devo estar igual, neste momento. Crise de sinusite nas vésperas do Natal era tudo o que eu queria. A sério.
11.Nov.15

Spoilers

Diana M.
Meus amores pela internet fora:   Eu sei que estamos todos entusiasmados com o novo filme da Guerra das Estrelas. Eu sei que estamos em pulgas para saber o que vai acontecer na Guerra dos Tronos: afinal o Snow morreu ou não morreu?   Mas por favor: párem de tentar escarafunchar mais nos ditos assuntos e espalhar possíveis spoilers por essa internet afora! Eu desligo-me do facebook, do twitter, viro eremita e acabo com a minha vida virtual. Suicido-me virtualmente, porque eu não quero (...)
09.Out.15

Da teimosia e dos transtornos mentais

Diana M.
  Há uns tempos, naquele desafio das 52 semanas, listei como um dos meus defeitos a teimosia. Gosto de provar a mim mesma que sou capaz e que vou conseguir fazer as coisas sem ajuda, sem muletas, sem recorrer a algo mais do que a mim mesma. Coisas que quero fazer, que gosto de fazer, mas que, de alguma maneira, se tornam verdadeiras corridas de obstáculos porque o meu cérebro decide que sim.   As últimas semanas têm sido verdadeiras montanhas russas emocionais, com a ansiedade a (...)
26.Set.15

Onde é que está...

Diana M.
... o Outono? Onde?? Há dias ouvi na rádio comercial a chegada do Outono em primeiríssima mão, mas ainda não o vi! Onde andam as temperaturas perto e ligeiramente abaixo dos 20 graus? Quando é que posso começar a usar casacos, camisolas e botas? Quando é que já posso acender a lareira? (imaginária, porque não tenho lareira, mas deixem-me sonhar) Quando é que me posso enrolar numa (...)