Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dramas de Primeiro Mundo

Dramas de Primeiro Mundo

07.Fev.15

Eluveitie

Diana M.

Depois de uma semana passada em casa, doente, seguiu-se uma semana bastante boa, de volta à faculdade, a leituras para a tese, com algumas boas notícias a esse nível e uma surpresa mega boa: o meu irmão ter-me arranjado bilhete para ir ver os Eluveitie na quinta-feira passada, dia 5. *Diana rejubila de alegria*

O meu estilo de música preferido é o metal e eu adoro ir a concertos. Há imenso tempo que não ia a nenhum e quando soube que os Eluveitie vinham cá e eu não os podia ir ver, chorei um bocadinho cá dentro. Mas depois o meu mano fofinho *estrafega o mano* arranjou bilhete e lá fomos os dois, e eu toda feliz! Com duas bandas de abertura, os Wind Rose e os Skálmöld (que tinham o baterista mais feliz que eu já vi na minha vida e que cantavam em islandês), os Eluveitie ainda tocaram quase 2 horas, num espaço minúsculo e que estava cheio. Eu ainda consegui estar na segunda fila (yay!) vi e ouvi tudo muito bem. Foi um concerto fantástico, com uma energia muito boa da parte da banda e do público que, por ser um concerto num espaço pequeno, permitiu uma interacção muito maior tanto durante como depois do concerto. Sim, os meninos depois andaram lá a conversar e dar autógrafos ao pessoal.

Este blog tem uma review completa sobre toda essa noite, com dois vídeos do concerto de Eluveitie dessa noite.

Para quem não conhece, os Eluveitie são uma banda de folk metal, da Suíça. A música incorpora instrumentos como o violino, a gaita-de-foles, flautas, mandola, para além dos instrumentos típicos do metal. As temáticas das músicas são sobre a cultura helvética (os helvetii eram uma tribo celta que se fixou, mais ou menos, na região da actual Suíça). Aqui fica uma amostra, "King", do álbum mais recente Origins:



I, high king
Sovereign and servant
Holder of divine
Regality bestowed
In the Omphalos grove

My kingship
The song of the gods

Thou shalt know me by my fruits
The abundance in which we grew
The signs and wonders at our feet
Which the flight of the crows revealed

I am the crown of Gallia
I am the oak in the nemeton
I am the servant of Antumnos’ children
I am the will of our gods
Ambicatus is my name

My chosen set forth to conquer
Kindling beacons

My kingdom prospered and grew

Thou shalt know me by my fruits
From the Hercynan forests
To beyond the sky-scraping Alps
To which the flight of the crows led us

I am the crown of Gallia
I am the oak in the nemeton
I am the servant of Antumnos’ children
I am the will of our gods

I am the crown of Gallia
I am the oak in the nemeton
I am the servant of Antumnos’ children
I am the will of our gods
Ambicatus is my name

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.