Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dramas de Primeiro Mundo

Dramas de Primeiro Mundo

01.Jun.15

Esta semana foi assim...

Diana M.

semana (1) (2).jpg

No mundo real: Esta semana que passou andei ocupada com os preparativos finais para o seminário do Tolkien, que foi na sexta-feira. Dar uns retoques no texto, preparar a apresentação, tentar manter-me relativamente relaxada para não deixar escalar a minha potencial ansiedade. O facto é que me deixei ficar em casa uns dias, fazer algumas coisas que abstraíssem a minha mente do facto de ter que ir falar perante um anfiteatro cheio, dormir bem, comer bem, tratar de mim mesma para que tudo corresse bem no dia D. E correu! Foi muito bom, super divertido, um dia inteiro dedicado a Tolkien: aos seus livros, ao imaginário, aos filmes, aos jogos de computador, às línguas inventadas por ele, aos textos menos conhecidos... Foi muito bom e a parte que me competiu correu super bem. O nervoso miudinho estava lá mas não passou disso.

Na TV: Já vi a terceira temporada toda e já vou no início da quarta temporada de Breaking Bad. Oh. Meu. Deus. Como é que eu deixei passar tanto tempo sem ver esta série?? É daquelas séries que se nota uma clara evolução desde o início, vai ficando cada vez melhor e mais complexa. Agarra do início ao fim, e sei que uma vez fiquei até quase às 2h da manhã a vê-la porque não conseguia ver só um episódio. Aquilo é viciante! Esta semana acabou também a primeira temporada de Outlander e só sei que tenho ali os últimos quatro ou cinco episódios para ver. Tenho que preparar um "binge watching".

A Ler: Acabei o 2001: A Space Odyssey do Arthur C. Clarke. Gostei do livro, é um clássico da ficçã-científica e acho que nunca mais vou olhar para o espaço e para a lua da mesma maneira. É muito interessante e agora só me falta ver o filme do Kubrik. 

Filme da semana: Vi o The Birds, de Alfred Hitchcock - nunca pensei que pássaros pudessem ser tão assustadores e percebo perfeitamente quem tem fobia a todos os animais com penas. Ainda assim, penso que é um filme genial, complexo e com imensas análises possíveis. Além deste, vi o Nosferatu de F. W. Murnau. Um filme velhinho, com quase 100 anos, mudo, a preto e branco, mas ainda assim assustador. Aquela figura do conde Orlok é tão, mas tão sinistra... Gostei do filme e é mais um clássico do cinema que vi. Este fim-de-semana também deu o Only Lovers Left Alive no TVCine 2 e aproveitei para gravar. Quero ver se o consigo ver durante esta semana.

Música da semana: Alesia, dos Eluveitie

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.